quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

Bons Ventos de Espanha

Palavra Esparsa

.
.
Como vem acontecendo quase todas as semanas de há alguns meses para cá, ontem desloquei-me a Salvaterra do Miño, Galiza, do outro lado de Monção, além rio Minho.
.
Motivo: atestar o depósito de uma das viaturas cá de casa. O litro de gasolina estava ontem a €0,956 - menos cerca de 27 cêntimos que em Portugal. Poupança: €11,50 em quase 39 litros. Se contabilizar os 75 quilómetros da deslocação, ida e volta, a partir de Arcos de Valdevez, faço uma poupança real de cerca de 6 euros. Se tivesse ido com o outro automóvel, teria poupado 8, sensivelmente. Uma poupança média de 30 euros mensais em combustível.
.
Perguntam-me: e justifica-se? Se fizer a deslocação apenas para este fim, talvez não. Como disponho de algum tempo (pois parte do trabalho é nocturno), presto-me aos quilómetros necessários e "estouro" a poupança no totobola e totoloto locais: La Quiniela e La Primitiva.
.
Motivo para mais umas continhas: registo semanalmente 8 euros na Primitiva, o equivalente a 8 apostas (4 para o concurso de 5ª e 4 para o de sábado). Ou seja, 1 euro por aposta. Em Portugal, cada aposta no Totoloto fica-nos por 40 cêntimos. Bastante menos, poderíamos dizer; só enquanto não fazemos outros cálculos: se obtivermos 3 acertos em Portugal, amealhamos cerca de €1,50, em média; em Espanha, o prémio é sempre de €8,00. Não é preciso saber fazer a "regra dos três simples" para ver a diferença. E como se não bastasse, por cada boletim registado na Primitiva atribuem-nos um algarismo de 0 a 9 (chamado de Reintegro), gratuitamente. Se o algarismo sorteado for o que está registado no nosso boletim, devolvem-nos o montante gasto nesse boletim.
.
Faço o preenchimento dos boletins numa cafetaria. Ontem pedi uma garrafa de água com gás, de tiempo (expressão muito mais bonita que o nosso "natural"). 90 cêntimos (mais 15-30 cêntimos do que pagaria em Arcos de Valdevez). Tinha os seguintes jornais à disposição: Hoy, Faro de Vigo, Marca, Sport e um jornal local de que não registei o nome). Ganho sempre uma hora a ler as notícias de nuestros hermanos e a aprimorar o meu castelhano. De vez em quando, saboreio uma das bolachinhas que nos colocam gratuitamente à disposição num cestinho de vime. Boas.
.
Regresso a casa satisfeito. Sempre com a esperança de que a sorte grande me possa sorrir. Mais pobre, de certeza que não fico.
.

2 comentários:

snowfly606 disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
ruy disse...

Pena tenho eu de não estar a 50 Km de Espanha. E não apenas pelo preço mais baixa da gazolina, mas pela própria "vivência" espanhola. O ar despreocupado e alegre da população.
Retribui o seu Link e desejo-lhe muitas felicidades e muitos anos de vida para o seu blog.