domingo, 28 de janeiro de 2007

Adega Novelense

Aqui Bem Se Come!
Guia para o bom garfo e a carteira leve.


.
Encontrarão o Restaurante Adega Novelense na freguesia de Novelas, nos arrabaldes de Penafiel, sito na Avenida 25 de Abril. E será certamente um excelente encontro. O único logro de que serão alvo será certamente o de procurarem uma avenida... numa aldeia. A Adega Novelense está situada à beira da estrada municipal de acesso ao centro da freguesia, a duas centenas de metros da igreja. Nós encontrámo-lo porque aqui viemos a um encontro de coleccionismo, realizado na Junta de Freguesia local.
.
Come-se muito bem e paga-se pouquíssimo nesta casa de pasto: casamento ideal para gente de boa mesa. Sete (7!!!) euros por costelinhas de vitela assadas no forno, acompanhadas de batatinhas assadas (caseiras, por certo, e com todo o suco das carnes) e de um magnífico arrozinho seco servido em travessa de barro. Tudo bem regado com um tinto maduro discreto da casa, que caiu muito bem. De entrada, comeram-se umas azeitoninhas deliciosas - com a acidez certa e amargura que baste - e umas rodelas de um paio de Sendim magnífico. Com broa de milho, claro. Comida caseira de primeiríssimo sabor! As carnes, segundo a dona da casa, tal como os enchidos, são todos oriundos da referida vila mirandesa. Metade dos meus amigos comensais alinharam pela alheira, e só disseram muito bem.
.
Mas maior garante de como aqui bem se come é a clientela: na sua maior parte trabalhadores da construção civil, certamente em busca do melhor conforto digestivo para compensar a aspereza do trabalho. O algodão não engana!
.
A Adega Novelense é uma casa humilde, como o serviço. E o cartão da casa é um mimo, como se vê.
.
À mesa: O Domingos Ferreira e o afilhado, a Cristina Ponte e o pai, o Romeu Lopes e o Viandante.
Avaliação: 9/10
.

3 comentários:

domifer disse...

Simplesmente, espectacular o teu comentário.
Um abraço.



Domingos Ferreira

kenus disse...

Olá Rui,


Devo dizer que até o cafézinho no final era muito bom e que a alheira vinda directamente de terras de Sendim era realmente muito boa. As costelinhas, pois também as provei que sou individuo de bastante sustento e de bom garfo e atesto a sua qualidade. Resta dizer que embora não houvessem pacotes de açúcar personalizados, havia palitos da casa e foi mais um objecto de colecção que veio da viajem. O Blog éstá muito bom, continua! Abraço

kênu's

Cristina Ponte disse...

Parabéns pelo blog e pela variadade de temas.
E confirmo... Que bem se come na Adega Novelense!
Beijinho!