quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Serenidade em Hallstatt

Andarilho
.
.
.
Apetece estar na Áustria, percorrer as suas paisagens belíssimas; sentimo-nos preenchidos com a percepção de que em cada montanha, em cada vale, em cada gota de água que por eles escorre está a assinatura de um qualquer ente superior - só assim se explica a serenidade que sentimos na sua contemplação. Mas não só: a intervenção do homem soube respeitar essa dádiva, enriquecendo-a até, de tal modo que a paisagem construída parece fazer parte da obra original.
.
Entre muitas outras vilas e cidades, Hallstatt corporiza esta visão da Áustria, acrescentando-lhe um toque de romantismo que a torna inesquecível. A sua localização privilegiada junto ao Hallstätter See, no sopé do monte Dachstein, tornam-na um local de visita indispensável.
.
Em 1998 esta região da Salzkammergut foi declarada pela Unesco Paisagem Cultural património da humanidade. Como o nome indica, o sal está ligado à origem e história desta região. Os vestígios da sua exploração remontam há mais de 4 mil anos. As minas de Salzbergwerk, nas imediações (podem ser visitadas), são as mais antigas do mundo, tendo sido inicialmente exploradas pelos Celtas; por volta do primeiro milénio antes de Cristo a exploração comercial das minas já fazia chegar o sal da região ao mar Báltico e ao Mediterrâneo.
.
.
.
Mais do que o interesse histórico da região, o que fez sentirmo-nos bem em Hallstatt foi percorrer as suas ruas íngremes de casas em pedra e madeira, observar o cuidado extremo dedicado às varandas floridas, admirar a imagem da cidade reflectida nas águas calmas do lago, almoçar umas sandes e uma cerveja austríaca junto à água... Enfim, persentir a paz de que os seus habitantes devem desfrutar nos meses de inverno, ao calor de uma lareira... É bom sonhar!
.

1 comentário:

Anónimo disse...

SILÊNCIO CULPADO disse...
Perante uma grande sacanice que está a ser feita sobre alguns professores que não recebem vencimento,têm horários d e12 horas ou estão a recibos verdes sugere-se que todos os blogues publiquem a notícia que está no http://cegueiralusa.blogspot.com